Descubra como vender online anunciando produtos de forma correta na loja virtual

Tempo de leitura: 6 minutos

Quando se fala em loja virtual, notamos muitos vendedores preocupados com a aparência do site, os preços, a navegação e as campanhas de marketing. Tudo isso é importante, porém não podemos deixar de lado uma das essências do e-commerce: o conteúdo.

O conteúdo, em uma loja virtual, é o conjunto de materiais cadastrados. Estamos falando de descrições, fotos, vídeos e títulos. Esses materiais são importantes no processo de compra dos consumidores, pois é por meio deles que as informações são transmitidas e as necessidades identificadas.

Saiba agora como fazer um cadastro de produtos a prova de falhas em sua loja virtual:

1. Dedique um tempo para fazer isso

O cadastro de produtos não pode ser feito às pressas. Cada recurso (informação, foto ou vídeo) que você coloca naquele espaço é valiosíssimo. É por meio desses itens que o consumidor vai entender o que é o seu produto, qual é o diferencial dele e encontrar razões para adquiri-lo.

Caso você não dedique um tempo para fazer o cadastro de maneira tranquila e com atenção, os riscos de inserir uma informação incorreta ou deixar de apontar algo importante para o processo de convencimento do cliente serão maiores.

2. Organize corretamente as categorias de sua loja

Antes de começar a realizar o cadastro, faça uma organização nas categorias de sua loja. Olhe para o seu portfólio de produtos e imagine como eles podem ser categorizados. Depois, organize-os em subcategorias.

Esse tipo de agrupamento facilita a compreensão do consumidor, que pode buscar em uma mesma categoria outras opções de produtos vendidos em seu e-commerce. Para facilitar sua organização, abra uma planilha e coloque essas informações lá. Quando finalizar, passe tudo para a plataforma.

3. Prepare-se para usar algumas técnicas de SEO

SEO é um termo em inglês que significa Search Engine Optimization. Em português, podemos traduzir como otimização para mecanismos de busca . Isso significa que, ao usar técnicas de SEO, você permite que o seu conteúdo seja encontrado mais facilmente pelos clientes na internet.

Cada produto deve ter uma ou mais palavras-chave (termos que o resumem). Digamos que você venda batons para lábios ressecados. Quais palavras-chave poderíamos associar a eles? “Batons”, “batons para lábios ressecados” e “lábios ressecados”, por exemplo.

Isso significa que esses termos devem aparecer no título, na descrição e até como forma de renomear as imagens desse produto.

4. Comece pelos títulos

O título de um produto deve ser objetivo e agregar o máximo de informações sobre ele. A construção de um título se dá com algumas perguntas. Veja quais são:

  • O que é o produto?
  • O que ele faz?
  • Qual é o seu diferencial?
  • Ele tem alguma característica importante?
  • Qual é a marca do produto?

Diante das respostas para essas perguntas, você deve elaborar o título. Vamos voltar ao exemplo do batom para lábios ressecados? Veja quais respostas poderíamos extrair dele:

  • O que é o produto? Batom.
  • O que ele faz? Hidrata lábios ressecados.
  • Qual é o seu diferencial? Função hidratante.
  • Ele tem alguma característica importante? Cor vermelha e vem com um espelho.
  • Qual é a marca do produto? Natura.

Observe a organização das respostas e veja como elas poderiam formar um título interessante:

Batom hidratante para lábios ressecados, com espelho, cor vermelha – Natura



Crie uma loja virtual descomplicada por apenas R$ 20/mês

5. Capriche na descrição do produto

A descrição de cada produto deve ter os elementos básicos para que o seu consumidor possa ter o desejo de comprar despertado. Nossa primeira dica é evitar os excessos de adjetivos.

Isso significa que você não deve ficar elogiando o produto, dizendo o quanto ele é bom ou bonito. Isso quem avalia é o consumidor! Atenha-se somente às características dele, ou seja, foque na funcionalidade e na utilidade.

Ao longo do texto, destaque o diferencial desse produto perante os demais.

6. Use e abuse dos recursos visuais

Quando vamos a uma loja física, podemos tocar na maioria dos produtos, não é verdade? Esse sentido humano, o toque, é importante para o nosso cérebro, que reconhece quando algo é bom ou desperta o nosso desejo de comprar.

Na loja virtual isso não acontece, pois não temos como pegar o produto. Ao contrário disso, conseguimos ver diversos detalhes da mercadoria por meio de recursos visuais como fotos, vídeos e 360.

Vamos falar sobre cada um deles? As fotos servem para que o consumidor tenha uma imediata identificação com o produto. Ao invés de usar uma ou duas imagens, não tenha medo. Use mais! Mostre o produto em seus mais diversos ângulos.

Os vídeos servem para humanizar o produto, pois o consumidor o vê em movimento, sendo usado. Caso você queira gravar um vídeo com algum item, peça para alguém segurá-lo, manuseá-lo.

Isso transmite para o consumidor uma sensação de tato. Já o 360 é um recurso visual em que várias fotos são tiradas do mesmo produto e, com o mouse, é possível virá-lo para todos os lados. Por fim, não se esqueça de utilizar um recurso de zoom em sua loja virtual.

7. Não se esqueça dos produtos relacionados

Para que uma receita seja feita com perfeição, você precisa de todos os ingredientes dela. Encare os produtos de seu site como se fossem esses ingredientes. Quem compra um produto está disposto a comprar outro, principalmente se eles tiverem uma relação.

Voltamos ao exemplo do batom. Se a sua consumidora comprar o batom, por que não associar ao cadastro dele outros produtos como nécessaire, rímel, base ou um conjunto de sombras? Já que ela pretende se maquiar, você pode ajudá-la, oferecendo os demais itens.

8. Elabore uma ficha técnica

Por mais que você capriche em todos os itens anteriores, é a ficha técnica que pode salvar a sua venda.

Alguns consumidores não observam com cuidado todos os recursos acima apresentados e vão diretamente para a ficha técnica, na qual desejam encontrar informações rápidas e determinantes para a sua compra: cor, tamanho, voltagem, material, composição e afins. Aproveite a categorização que fez anteriormente e crie fichas técnicas para cada uma delas.

Vamos colocar em prática as dicas acima para o cadastro de produtos de sua loja?

Caso tenha alguma dúvida e queira conversar com um time de especialistas, entre em contato conosco e tenha acesso a um mundo de soluções para o seu e-commerce!



Crie uma loja virtual descomplicada por apenas R$ 20/mês

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *