Como decidir quais produtos vender no seu e-commerce?

Tempo de leitura: 6 minutos

Pessoas que desejam empreender encontraram na internet o canal mais viável para transformar o sonho em realidade. Ao longo da jornada em que se adquire o conhecimento necessário para abrir uma loja on-line, todo empreendedor sempre se pega diante da mesma questão: qual produto vender?

A resposta parece ser fácil, mas é necessário levar em consideração uma série de fatores que colaboram com uma escolha consciente e responsável, levando a loja on-line a um caminho mais duradouro e próspero.

Como decidir quais produtos vender no e-commerce?

Confira todas as dicas a seguir!

A definição de um nicho

O primeiro passo de qualquer empreendedor que decide investir na internet e está em dúvida sobre quais produtos vender no e-commerce é a escolha de um nicho. Por mais que você goste de diversos tipos de produtos, é interessante focar em apenas um no começo da sua jornada.

Imagine como seria trabalhar vendendo eletrodomésticos, relógios, telefones celulares e máscaras para dormir. Seu cliente ficaria confuso e você teria que investir em campanhas de marketing extremamente complexas e de alto custo, bem como no espaço físico para o estoque.

O público consumidor pode ser classificado em segmentos e nichos. Os segmentos são mais abertos, ou seja, abrigam uma quantidade maior de pessoas com gostos que podem variar entre si. Um exemplo é o público masculino.

Já o nicho é uma fatia de um segmento, como, por exemplo, os homens que gostam de usar camisas de botão. Por mais que o nicho represente uma quantidade menor de pessoas, você encontra nele uma oportunidade garantida de vendas.

Demanda

O próximo passo diz respeito à análise em torno do potencial de sucesso que o produto pode ter com o nicho escolhido. Pesquise a respeito da demanda por ele, se as pessoas estão procurando pelo item que você deseja vender.

O buscador Google tem um planejador de palavras-chave, no qual é possível verificar termos buscados na internet e identificar o volume médio de pesquisas em torno deles. Por aí, já dá para você saber como está sendo a relação do público com o produto escolhido.

Evite produtos que estejam na moda e que, em um futuro próximo, podem ter a demanda drasticamente reduzida por conta do desinteresse das pessoas.

Concorrência

Agora precisamos observar como estão posicionados os concorrentes que atuam no nicho que você escolheu. Existe muita concorrência nesse mercado? Como são essas empresas? Grandes ou pequenas? Há muita competitividade?

Em nichos onde há bastante concorrência, o sinal é positivo. Significa que esse mercado já está validado e é possível ganhar dinheiro com isso na internet. Em compensação, o seu trabalho será maior, pois você terá que se destacar em meio a eles.

Sazonalidade

Pare para refletir um pouco sobre a época em que o produto escolhido é mais buscado pelos compradores. Ele é procurado ao longo de um ano inteiro ou somente em determinadas épocas? Esse indicador também é importante, pois reflete períodos em que as vendas podem ser menores.



Crie uma loja virtual descomplicada por apenas R$ 20/mês

Disponibilidade

Onde o produto escolhido pode ser comprado? Somente na internet ou fora dela também? Se ele for facilmente encontrado fora do ambiente on-line, isso significa que o seu deverá ter um diferencial muito grande para que as pessoas sintam a necessidade de comprar na loja virtual.

Público-alvo

O sucesso da sua escolha também vai depender da comunicação que será feita no e-commerce. Ela precisa ser direcionada para um público-alvo, ou seja, ter uma linguagem próxima das pessoas que costumam adquirir o produto que será vendido.

Frequência de compra

Verifique o tipo de frequência em relação à compra do produto escolhido para vender na internet. Ele será descartado depois um ou dois usos ou terá uma durabilidade maior?

Quando a durabilidade é baixa e ele é descartado após o uso, a frequência de compra é maior. Isso significa que, para manter uma base de clientes ativa, será necessário investir em um atendimento de excelência.

Em relação à frequência menor de compra, é interessante constatar se o seu produto tem um valor agregado maior e que proporciona ganhos mais altos.

Produto perecível

A internet também possibilita a comercialização de produtos do ramo alimentício. A grande diferença, em relação aos demais, é o fato de que eles precisam ser armazenados e transportados em determinada temperatura para que não estraguem.

Como os cuidados aqui são maiores, é melhor aderir a este tipo de nicho quando estiver com mais experiência em e-commerce.

Tamanho e peso

Outros fatores importantes na definição de quais produtos vender no e-commerce são seus tamanho e peso. Lembre-se de que o cliente vai comprar on-line, mas você terá que dar um jeito de fazer com que os itens cheguem até a casa dele.

Os Correios são o principal parceiro do comércio eletrônico brasileiro, mas eles têm limitações em relação ao volume daquilo que transportam: 30 kg de peso e 200 cm de soma entre todas as dimensões de uma caixa (altura, largura e comprimento).

Escalabilidade

O fator escalabilidade também deve ser considerado. Quem vai fornecer os produtos para o seu e-commerce? O fornecedor sempre terá unidades disponíveis em estoque para vender quando você precisar? Existe um limite mínimo de pedidos?

Você precisa levar em conta que se um produto for de fabricação caseira, por exemplo, ele deverá, em algum momento, ser fabricado com mais intensidade. Essa capacidade de produção poderá ser atingida?

Quanto mais dificuldades você encontrar em relação ao produto, maior será o sinal de que sua escolha pode estar direcionada para algo que, no futuro, dará dor de cabeça.

Relação entre produto e consumidor

O produto que você escolheu resolve um problema? Ele fomenta uma paixão no consumidor? É algo que marcará a vida do cliente de alguma maneira? Pense na relação entre o produto e quem vai comprar, pois isto norteará sua escolha.

Em alguns casos, itens que podem ser colecionáveis ou que se complementam entre si acabam sendo mais desejados pelo público. O mesmo vale para aqueles que são extremamente úteis no dia a dia das pessoas.

Esse é o momento de você considerar quais produtos vender no e-commerce. Faça uma escolha consciente e com responsabilidade para adquirir a força necessária para tornar o seu negócio real.

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail todas as atualizações e novidades do nosso blog. O conteúdo que distribuímos nesse canal é gratuito e ajuda pessoas que, como você, desejam empreender no comércio eletrônico.



Crie uma loja virtual descomplicada por apenas R$ 20/mês

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *