Descubra como é fácil montar sozinho uma loja virtual de sucesso

Tempo de leitura: 6 minutos

De repente, você encontra uma oportunidade de negócio tentadora: vender produtos na internet. Independentemente do que será comercializado, você sabe que o e-commerce brasileiro tem crescido anualmente. Há estimativas de que, em 2017, ele crescerá 15%. Isso significa que ainda há espaço para que outros empreendedores virtuais — como você! — possam abocanhar uma fatia do público que consome pela internet.

Diante do seu desejo de vender on-line, você pode se deparar com algumas dificuldades. A primeira delas é saber por onde começar, mas outras mais vêm na sequência: quais são as maneiras de montar uma loja na internet? Quais produtos serão vendidos? Quem vai entregar os itens vendidos?

São muitas perguntas, porém o caminho para o sucesso é um só. Mesmo sozinho, você é capaz de colocar no ar uma loja com todos os produtos que deseja vender.

Quer aprender como montar loja virtual sozinho? Confira todas as dicas a seguir:

Tudo começa pelo insight

O insight ocorre quando estamos pensando acerca de um assunto e nos deparamos com ideias bastante criativas. No caso de uma loja virtual, um dos primeiros insights que você pode ter é o de expandir um negócio que você já possui, vendendo alguns produtos na internet.

Esse, no entanto, é só o primeiro passo. Antes de iniciar a operação do negócio, é importante que você dedique um tempo para pensar em mais ideias que podem tornar sua loja virtual competitiva em relação aos concorrentes. Aqui, vale a pena se colocar no lugar do consumidor e imaginar como ele gostaria que fosse o seu negócio.

O planejamento vem a seguir

Depois que você desenvolveu suas ideias, chega o momento de colocá-las em prática. Nessa etapa da criação de sua loja on-line, você vai desenvolver todo o planejamento que dará sustento aos seus objetivos como empreendedor virtual.

É aqui que você vai definir o orçamento que será necessário para desenvolver a loja virtual, quais serão os seus prazos de entrega, qual é a projeção de crescimento e identificar todas as necessidades que o seu negócio tem. Essas necessidades pautarão as próximas etapas.

A plataforma serve de base

Cada loja virtual tem suas próprias especificações e necessidades. Com base nisso, você vai fazer a escolha da plataforma que atende a estes quesitos e esteja dentro do seu orçamento.

Você vai encontrar diversas soluções na internet, de lojas virtuais feitas sob medida para o seu negócio (que costumam ser mais caras) até os sites que desenvolvem as plataformas e disponibilizam para que você mesmo possa customizar, sem a necessidade de um conhecimento técnico avançado.

O conteúdo precisa ser de qualidade

Depois que você definiu o tipo de plataforma de loja virtual que sua loja on-line terá, faz-se necessário iniciar o cadastro dos produtos que serão vendidos. Para que essa etapa seja cumprida de maneira eficaz, coloque-se no lugar do seu cliente: ele não conseguirá tocar os produtos com as mãos, portanto precisa de uma excelente descrição para saber todos os detalhes acerca deles. Preencha os campos de título, descrição, especificações técnicas e os demais com todas as informações disponíveis.

Todos os produtos precisam ser visíveis

Assim como é importante que você consiga descrever bem os produtos, é fundamental que todos eles tenham suas respectivas imagens — de preferência, em mais de um ângulo. Nós, humanos, somos seres extremamente visuais. Caso um produto fique sem imagem, dificilmente ele será vendido, pois o consumidor não se sentirá seguro de adquirir algo que desconhece.

Invista em imagens de boa resolução, que apresentem bem os produtos, suas características e diferenciais. É possível até mesmo tirar boas fotos com o smartphone e aprender a tratá-las em aplicativos. Basta ir atrás!

A definição dos meios de pagamento

Essa etapa da criação de uma loja virtual é crucial para o sucesso do seu negócio. A definição dos meios de pagamento pode ser feita de duas formas principais: por meio do contato direto com as administradoras dos cartões ou por meio de facilitadores de pagamento.



Crie uma loja virtual descomplicada por apenas R$ 20/mês

A primeira opção é autoexplicativa, portanto você mesmo deve negociar com cada administradora. A segunda opção se dá ao negociar com empresas como B!Cash, Mercado Pago, PagSeguro, PayPal e outras para que eles entreguem todas as opções de pagamento, sem a necessidade de uma negociação individual. Muitas plataformas já vêm com esse tipo de praticidade, poupando o seu tempo.

A escolha dos parceiros de logística

Quem fará a entrega dos seus produtos? Nessa etapa da criação de sua loja on-line, você precisa definir todos os seus parceiros de logística.

No início da operação de uma loja virtual, muitos gestores optam pelos Correios ou pela contratação de uma transportadora. Nós indicamos que você tenha os dois, pois assim não fica refém de um único prazo ou preços tabelados, podendo escolher aqueles que mais se adequam à realidade do seu negócio. Da mesma forma, é possível que o cliente faça essa escolha.

A segurança dos dados de seus clientes

Você não pode esquecer do investimento em segurança, pois a loja on-line é um ambiente onde ocorre uma intensa troca de dados confidenciais, como números de cartão de crédito, CPF e outros mais.

Para evitar que os dados de seus clientes fiquem ao alcance de pessoas mal-intencionadas, invista em segurança digital. Algumas plataformas virtuais prontas, nas quais você mesmo customiza a parte visual, já oferecem isso aos seus clientes. É algo que você pode mensurar, calcular o custo e fazer a escolha que mais se adapte à sua necessidade.

O investimento em marketing digital

A loja está pronta! E agora? Não basta sentar e ficar esperando que os clientes visitem o sua loja virtual. É preciso investir em marketing digital!

Entre as opções, temos algumas que precisam de um aporte financeiro (compra de palavras-chaves, Google Adwords, banners promocionais em outros sites, etc.) e outras que são feitas sem custo (SEO, redes sociais, blog, etc.). O objetivo é fazer com que o internauta consiga encontrar na web as soluções que são apresentadas em sua loja virtual.

Faça as escolhas certas

Montar uma loja virtual não é um bicho de sete cabeças. Você terá muito trabalho pela frente, porém conseguirá poupar outro tanto fazendo as escolhas certas. Em muitos casos, você vai se deparar com caminhos mais difíceis, onde o conhecimento técnico será extremamente necessário. Antes de tomar uma decisão, busque por alternativas que já entreguem uma parte do trabalho pronto sem que haja a necessidade de você interferir. Dessa maneira, você valoriza o seu tempo, que pode ser dedicado a outros aspectos.

Gostou das nossas dicas? Deixe suas opiniões sobre como montar loja virtual sozinho nos comentários abaixo!



Crie uma loja virtual descomplicada por apenas R$ 20/mês

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *