Saiba como montar uma loja virtual com pouco dinheiro

Tempo de leitura: 6 minutos

Todos os dias surgem novas lojas virtuais e os motivos são os mais diversos: pessoas que querem conquistar um novo mercado, expansão do negócio e aumento da renda são alguns deles. A simplicidade do segmento, o baixo custo de abertura e as ferramentas disponíveis também auxiliam o novo empreendimento. Para ajudar, vamos ensinar, neste post, como montar uma loja virtual com pouco dinheiro. Saiba mais.

Por que montar uma loja virtual?

Mesmo com o cenário político-econômico delicado, o setor de e-commerce se mostrou forte e apresentou crescimento nos últimos anos no Brasil. Em 2016, houve um crescimento de 18% em relação ao ano anterior. Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, o faturamento em 2016 foi de R$ 56,8 bilhões em um total de 190,9 milhões de pedidos nas lojas virtuais e um ticket médio de R$ 298,00.

São números animadores e, para reforçar a escolha pelo mercado digital, vamos a algumas vantagens do segmento:

  • maior facilidade e comodidade em relação às compras físicas;
  • geralmente os preços praticados são menores devido aos custos inferiores aos de uma loja física;
  • há um aumento da confiança por parte do cliente;
  • processos automatizados de venda, mensuração de resultados e marketing;
  • maior comodidade e segurança (para cliente e vendedor); e
  • aumento do número de e-compradores no país.

Como montar uma loja virtual com pouco dinheiro

Ter uma loja virtual, assim como outros negócios, requer alguns recursos, seja de dinheiro ou tempo para aperfeiçoar a estratégia. Veja as sugestões para gastar pouco:

1 – Avalie custos e suas chances de sucesso

Antes de começar a investir seu tempo e dinheiro no negócio, será necessário analisar o mercado, se há demanda para o produto ou serviço e como o público se comporta. O ideal é determinar um público-alvo e trabalhar para atendê-lo bem.

É importante avaliar o impacto das decisões em relação ao negócio. Por exemplo, iniciar as atividades oferecendo frete grátis pode ser prejudicial às operações, principalmente se a margem de lucro for muito pequena.

Essas decisões devem impactar positivamente no orçamento, o qual ainda está em processo de formação. Se elas não forem adequadas, há o risco de não haver o retorno necessário ou a loja virtual não conseguir atender a demanda.

Procure conhecer como funciona uma loja virtual para, assim, determinar como será seu modus operandi e como ficará mais em conta manter as operações. Atualmente, existem diferentes ferramentas de gestão capazes de reduzir custos em todas as fases de implementação e atuação do e-commerce.

2 – Tenha um plano de negócio

O plano de negócio vai direcionar seu caminho para o sucesso. Existe muita informação disponível na rede sobre o segmento, o que permite estabelecer um bom planejamento e uma bem planejada gestão financeira.

Procure um modelo de plano de negócio que o empreendedor tenha facilidade em elaborar. O Model Canvas é um deles. Nele, o empreendedor “desenha” seu modo de operação, transcrevendo seus recursos, o que precisa, objetivos, entre outras informações que vão dar ao negócio um caminho para ser seguido.

3 – Escolha ferramentas intuitivas e de baixo custo

Comece pela plataforma. Algumas são muito interessantes para quem quer começar e tem pouco dinheiro. Escolher a plataforma certa permite expor os produtos, ter um carrinho de compras, adicionar fotos, vídeos e tudo mais que for preciso para manter o negócio no ambiente virtual.

Há também ferramentas para ajudar na divulgação, controle de estoque e logística, entre outros pontos que facilitam a tomada de decisões.

4 – Conheça (e use) técnicas de marketing digital

O marketing digital utiliza técnicas e ferramentas para desempenhar ações de comunicação para tornar um negócio, pessoa ou ideia mais conhecida no meio digital. A loja virtual pode (e deve) se beneficiar dessas possibilidades para conquistar clientes, vender seus produtos e aperfeiçoar a rede de relacionamentos.

Nesse contexto, é possível destacar algumas técnicas e metodologias, por exemplo:



Crie uma loja virtual descomplicada por apenas R$ 20/mês

SEM – Search Engine Marketing

É o conjunto de ações de marketing direcionada para os mecanismos de buscas que incluem SEO e anúncios, chamados Links Patrocinados.

SEO – Search Engine Optimization

Técnica que envolve palavras-chaves para que o usuário encontre a página ao fazer alguma pesquisa nos buscadores.

Google Analytics

Trata-se de uma ferramenta gratuita, que disponibiliza os dados de navegação do seu site, bem como suas estatísticas de visitação e permanência do público. Com ele, é possível saber onde seu público está e assim aperfeiçoar sua estratégia de marketing.

E-mail marketing

É a prática de envio de mensagens de cunho comercial ou educativo para contatos presentes em uma lista específica. Geralmente ela pode ser comprada, mas não é recomendado, pois é interessante criar essa lista a partir do contato de pessoas interessadas na proposta da loja virtual.

Essas são apenas algumas das opções disponíveis, sendo indispensável conhecê-las a fundo para tornar o negócio mais popular. Algumas delas desprendem apenas o tempo para a análise e produção de conteúdo, o qual deve ser interessante para despertar o interesse do consumidor.

5 – Use as redes sociais

As redes sociais têm um papel muito importante na estratégia de comunicação e vendas para a loja virtual. Por meio dos perfis e páginas nas interfaces sociais, é possível:

  • comunicar-se com o cliente;
  • aumentar o grau de interação;
  • responder um questionamento;
  • conversar com ele;
  • tornar o negócio mais conhecido;
  • responder questões relacionadas à insatisfação; e
  • fazer e divulgar promoções.

Quem é visto é lembrado

Lembre-se que nenhuma loja (seja física ou virtual) faz vendas significativas sem anunciar ou ter algum tipo de engajamento com o público. As pessoas não vão sonhar com sua loja virtual e acordar no dia seguinte para comprar. Elas precisam conhecer a sua proposta e ter confiança para comprar.

Algumas opções são gratuitas, mas desprendem conhecimento e empenho. Na verdade, tudo relacionado ao mercado digital vai exigir essas duas coisas para dar certo. No mais, esperamos que essas sugestões de como montar uma loja virtual com pouco dinheiro tenham sido úteis.

Gostou desse post, que tal compartilhar sua experiência com outros empreendedores aqui nos comentários?



Crie uma loja virtual descomplicada por apenas R$ 20/mês

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *