É possível empreender com pouco dinheiro?

Tempo de leitura: 6 minutos

O empreendedorismo nunca esteve tão em alta como atualmente. De acordo com uma pesquisa realizada pela consultoria Boa Vista SCPC, em 2017 o índice de novas empresas foi 13,6% maior do que no ano anterior, o que demonstra o quanto apostar no empreendedorismo é uma boa ideia. Mas será que isso também vale para quem quer empreender com pouco dinheiro?

São muitos os fatores em jogo quando o assunto é criar e manter uma empresa. Apesar de a questão financeira ser importante, ela não é determinante para que o aspirante a empreendedor se transforme no dono de um negócio de sucesso.

Quer saber como prosperar no mundo empresarial? Então, este é o lugar certo! Confira, a seguir, como empreender com pouco dinheiro no bolso.

Tenha um plano de negócios

A vontade de empreender, por si só, é um ótimo motivador, porém não exerce muito impacto no futuro. Isso porque, para ter sucesso no empreendedorismo, é preciso saber para onde se está indo, caso contrário, você perderá anos de trabalho andando em círculos e vendo seu investimento financeiro escorrendo por água abaixo.

Por esse motivo, ter um plano de negócios é fundamental para empreender com economia. E esse documento é mais simples de fazer do que muitos imaginam.

Nele, você incluirá quais são seus objetivos a curto, médio e longo prazo, bem como qual é seu nicho de mercado e seus pontos fortes e fracos. Tendo essas informações reunidas, você terá mais clareza nas suas ações semestrais, mensais e diárias, fazendo valer cada centavo aplicado.

Saiba o que vender

Paralelamente ao plano de negócios, você deve decidir o que vai comercializar – e essa etapa pode ser um pouco complicada para algumas pessoas, sobretudo quando vemos tantos exemplos de ideias geniais espalhados por aí.

No entanto, para empreender com pouco dinheiro e obter uma fonte de renda significativa, você precisa mais do que um produto inovador. É extremamente relevante saber como oferecer um atendimento personalizado. Dessa forma, você conquistará uma clientela engajada e apaixonada pelo o que oferece.

O foco da sua empresa pode ser tanto a venda de serviços ou produtos próprios, quanto a comercialização de itens de terceiros — sendo que este último é conhecido como venda direta.

Nesse modelo, você terá um leque de opções de segmentos para atuar. Podemos citar, como exemplo, as áreas de nutrição, cosméticos, bolsas e acessórios, perfumaria, moda íntima, beleza em geral (como maquiagem e nutricosméticos) e joias e semijoias.

Economize para empreender com pouco dinheiro

Existe um fato no mundo corporativo que é indiscutível: é necessário gastar dinheiro para ganhar dinheiro. No entanto, isso não significa que você deve usar sua verba sem critério algum. O segredo para conquistar a independência financeira através do empreendedorismo é ser cauteloso ao utilizar a quantia disponível em caixa.

Portanto, analise bem no que você investirá seu dinheiro. Por exemplo: se você precisa de um logotipo bacana, mas está sem um telefone fixo para a empresa, o ideal é focar primeiro na logomarca. É ela que definirá como seu negócio será conhecido no mercado, tanto pelos clientes quanto pelos concorrentes e fornecedores.

O telefone você pode muito bem substituir pelo número do seu celular. Já o logotipo, a cara da empresa, precisa ser original e passar seriedade. Percebeu por que um merece mais investimento do que o outro?

Decida qual local é mais viável

Pegando carona nessa questão de valorizar o caixa, é essencial pensar, também, em qual tipo de empresa você quer construir: uma tradicional ou digital? Pode ter certeza que essa decisão afetará diretamente o seu bolso.



Crie uma loja virtual descomplicada por apenas R$ 20/mês

Empreender com pouco dinheiro no Brasil é desafiador. Não somente em termos econômicos, mas, principalmente, pelo alto custo envolvido com a documentação durante o processo. Além disso, há, também, as despesas com o aluguel do ponto escolhido, com o oferecimento de luz e internet, entre outros custos.

É claro que isso só acontecerá se você decidir criar um negócio fixo. Se quiser reduzir ainda mais esses custos, uma alternativa interessante é se dedicar ao empreendedorismo digital.

Utilizando a internet como plataforma, é possível economizar com o local de atuação, já que poderá trabalhar de casa, e com equipe, uma vez que você será seu chefe e subordinado. Entretanto, é importante salientar que haverá algumas despesas, sobretudo se pensar no consumo energético – maior do que o normal.

Invista em marketing e em conhecimento

Empresa nenhuma, por mais inovadora e incrível que seja, consegue se sustentar sem uma estratégia de marketing definida. E essa é uma regra que vale tanto para os empreendedores iniciantes, quanto para os empresários mais experientes.

No caso de quem sonha em empreender com pouco dinheiro, a principal vantagem de investir no marketing é poder alcançar o público-alvo com mais efetividade. Se vocês estão se conhecendo agora, e existem outras opções no mercado para o cliente, precisará construir um relacionamento de confiança e passar credibilidade para esse consumidor em potencial.

Uma maneira muito eficiente de conseguir essa proximidade é por meio das redes sociais. Nesses canais, você fala diretamente com quem interessa em uma linguagem que o público entende e gosta.

“Mas eu não sei nada de marketing…” — você deve estar pensando agora. Calma! É aqui que o investimento em conhecimento mostra seu valor na hora de empreender com pouco dinheiro.

Você vai se deparar com muitos assuntos que, talvez, nunca tivesse cogitado aprender antes. O marketing é um deles, mas pode ser, também, contabilidade, administração, entre tantos outros. O que determinará sua vitória na jornada empreendedora é a sede de conhecimento, que, para ser eficaz, precisa ser insaciável.

Cursos, palestras, vídeos na internet… Enfim, há uma variedade de canais que você pode utilizar para enriquecer suas aptidões. Mais do que simplesmente ensinar algo novo, esses períodos de reciclagem intelectual vão te mostrar o que há de diferente no mercado e, também, podem servir de inspiração para a criação de produtos ou serviços.

A receita para empreender com pouco dinheiro não se difere muito daquela usada por quem começa com o caixa cheio: é essencial ter resiliência, um plano bem estruturado, clientes e produtos definidos e uma comunicação próxima e leve com o consumidor. Entretanto, quem se aventura nesse caminho com foco em gastar menos sabe valorizar o que tem e o que ganhará no futuro.

Por tudo o que foi compartilhado neste artigo, é seguro dizer que, sim, é possível empreender com pouco dinheiro. Abrangendo e contemplando cada esfera descrita aqui, você, certamente, fará um investimento à altura do que conseguiu economizar com tanto trabalho.

E aí, está pronto para montar seu negócio? Compartilhe nos comentários quais são as áreas que você deseja dar o primeiro passo e boa sorte!



Crie uma loja virtual descomplicada por apenas R$ 20/mês